CN Portugal

O DiEM25 Portugal é composto por 11 membros eleitos que, para fortalecer o movimento em Portugal, trabalham na coordenação de campanhas, debates,redes sociais e eventos como também para facilitar o contacto entre os membros, voluntários e os Coletivos Espontâneos DiEM (CEDs). Convidamos-vos a conhecer-nos, lendo as nossas apresentações e biografias breves e a escrever-nos caso haja ideias/questões ou sugestões para o email info@nullpt.diem25.org. Todos os membros do Coletivo Nacional têm acesso a este email mas se a tua sugestão se dirigir a algum membro do CN /posição em específico poderás colocá-lo no assunto.Caso o assunto seja relativo a Coletivos espontâneos ( CEDs / DSC) ou ativação de membros poderás também escrever para o email gruposlocais@nulldiem25.org. Carpe DiEM!

Virginia Valente

Apoio e fortalecimento de CEDs

1983, Ovar, Portugal. Fui candidata independente do Porto ao parlamento português em 2015. Participei ativamente em manifestações, assembleias populares e iniciativas de ativismo de 2010 até à candidatura. Não foi suficiente ocupar e gritar internacionalismo. Penso poder dar uma contribuição para este movimento que apoia e representa visões humanistas comuns. Sou designer de comunicação e trabalho em webdesign, ilustração, um pouco de motion graphics e edição de vídeo. Tenho experiência na organização de festivais de arte e de combate à luta maniqueísta com imaginação. Espero sinceramente unir-nos.

Marko Mitic

Ativação de membros

Sou o Marko Mitic e acredito na democracia de bases, alcançada através do empowerment de indivíduos. Nascido em Belgrado, sou antropólogo e estou atualmente a finalizar um Mestrado em Estudos Urbanos em Lisboa. Depois de ter feito SVE na Letónia durante seis meses, mudei-me para Portugal em 2012, país que agora considero a minha casa. Desde fevereiro de 2016, que sou membro do DiEM25, sendo um dos co-fundadores da CED Oeiras. Como membro, participei em atividades em Portugal, desde que o movimento se formou por cá, especialmente em atividades de sensibilização, ativação de membros e contribuição para os Pilares do DiEM25.

Ana Paiva

Comunicação externa e comunicados de imprensa

Licenciada em Jornalismo e Ciências da Comunicação pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto, obteve também o mestrado em História, Relações Internacionais e Cooperação pela mesma instituição. Estagiou no Banco Mundial em Washington DC ao abrigo do INOV Contacto (2010), foi colaboradora freelancer da agência de notícias Associated Press, Lisboa (2010-2012) e é desde então e até à atualidade funcionária do serviço de relações internacionais da Universidade do Porto. É membro do CED do Porto e durante o último ano fez parte do CNP do DiEM25 Portugal. Faz parte do grupo He4She (UN Women) no Porto na defesa de igualdade de género e empoderamento das mulheres. Viveu em Espanha, EUA e Itália, tem interesse particular nas áreas relacionadas com a educação, migrações, igualdade de género e alimentação biológica.

Marta Silva

Cooperação com organizações e sociedade civil

Sou uma advogada em Portugal. Estudei Direito na Universidade de Lisboa e desde então que trabalho na minha área. Neste momento sou associada numa sociedade de advogados em Lisboa e onde exerço prática geral. Sou membro do coletivo espontâneo de Oeiras, tendo participado em reuniões para contribuir para os documentos políticos dos pilares do Diem25. Também fui voluntária para a revisão de textos da equipa de tradução, nomeadamente a versão portuguesa dos princípios organizadores. Sou também mediadora voluntária para o sistema de mediação do DiEM25.Estou grata por ter a oportunidade de estar em contacto com ONGs e movimentos associativos porque acredito que são um meio importantíssimo de participação democrática, especialmente nesta altura em que a sociedade civil se sente tão alheia ao processo político. E por isso mesmo admiro as pessoas que, apesar desse sentimento generalizado, se juntam em associação para lutar pelas causas em que acreditam.

Gonçalo Portela

Comunicação com parceiros portugueses

Sou o Gonçalo, tenho 30 anos e sou engenheiro do ambiente. Trabalho na comunicação com os parceiros portugueses do DiEM25 no âmbito do Colectivo Nacional português. O meu objetivo é auxiliar essa comunicação e coordenação. Juntei-me ao DiEM25 em 2017 e envolvi-me na tradução de newsletters e artigos para português de forma a passar a mensagem do DiEM25 para a nossa componente de redes sociais Coordenei até à pouco tempo a equipa de tradutores para traduzir artigos de inglês para português. Fui membro do Coletivo Nacional Provisório em Portugal e participo na coordenação o CED de Oeiras.

Gianna Merki

Ligação entre o CN e o CC e outros CNs

Membro do DiEM25 desde março de 2016, iniciei minha viagem no DiEM25 como coordenadora do CED de Oeiras. Fui voluntária e posteriormente coordenadora da equipa de tradução portuguesa e apoiei a formação de CEDs e ativação/envolvimento de membros em Portugal. Em 2017, fui eleita para o CC, onde lido com CEDs e sou responsável pelo sistema de Mediação de Conflitos do DiEM25. Fiz parte do Coletivo Nacional provisório português estabelecendo a ligação entre o mesmo e o CC. Estudei Direito, Política Social - Criminologia & Integração Social e Relações Internacionais. Sou mediadora de conflitos, editora e tradutora/revisora e colaborei com ONGs em Belgrado, Pristina e Lisboa, entre elas a Amnistia Internacional Portugal. Sou membro da Federação Portuguesa de Mediação de Conflitos e do Fórum Europeu de Justiça Restaurativa.

A democracia de bases é uma paixão e motivação assim como a inclusão, o estabelecimento de pontes e o diálogo.

Raquel Nunes

Criatividade e campanhas

Sou a Raquel Nunes. Com uma formação de base artística, estudei cinema e fui principalmente diretora de som e professora de som. Tenho 3 filhas e, servindo-lhes de exemplo com este voluntariado, quero alargar-lhes o conceito de NÓS: da família aos habitantes da Terra (e algumas grandes ambições valem a pena). Com diálogo, imaginação e sem medo de tentar, pretendo criativamente ajudar o movimento a crescer.

Miguel Santos

Organização de campanhas

Chamo-me Miguel Santos e sou ilustrador. Juntei-me ao DiEM25 em 2017 e comecei como tradutor voluntário (Português/Inglês). Também fiz parte do Conselho de Validação no mesmo ano. No início de 2018 tornei-me membro do Colectivo Nacional Provisório em Portugal como Ex Officio para 'Campanhas e Eventos'. No passado participei em campanhas para a paz e independência de Timor Leste e pela descriminalização das drogas. Também participei em campanhas a favor de direitos laborais, contra a invasão do Afeganistão e Iraque, e contra políticas Neoliberais.

Cristina Braga

Coordenação de redes sociais

Cristina Braga, 33 anos, designer de comunicação. Andei 6 anos pelas Belas Artes da Universidade do Porto e fiz a licenciatura e mestrado de seguida. Dei aulas de fotografia e stopmotion, estudei a cultura anónima portuguesa e trabalhei por quase 3 anos numa editora de livros escolares. Tenho como apelido Braga, mas nasci em Guimarães.

Patricia Sousa

Organização de eventos

Olá, sou a Patrícia Sousa, tenho 37 anos, licenciada em Enfermagem pela Escola Superior de Enfermagem do Porto desde 2004, sou assistente pedagógica convidada nessa instituição desde 2007 e exerço Enfermagem em contexto hospitalar desde 2004. Sou pós-graduada em Saúde Ambiental, Administração Hospitalar e Auditoria em Serviços de Saúde, e doutoranda em Ciências da Administração. Até ao momento fui membro ativo do CED 001 Porto do qual fui coordenadora e estive proximamente envolvida na organização do primeiro evento de maior dimensão realizado em Portugal, o 3D (DiEM25 Debate Democracia) de 2017. Por estas razões candidatei-me à posição de 'organização e apoio de eventos' considerando o contributo que posso dar pela experiência adquirida até ao momento.

Rafael Montes

Ex-officio para logística e apoio geral

Neto e filho de emigrantes espanhóis, nascido na Venezuela. Resido em Portugal desde 1996. Arquitecto e Maestro, tem sempre orientado a sua atividade profissional em prol da sociedade. Defensor de uma cidadania universal a partir da qual todas as pessoas, independentemente das suas capacidades, etnia, fé, gênero, idade, tenham acesso ao pleno exercício da cidadania e participação na construção da sociedade.