A 8 de Março, deixem-nos não só reivindicar as ruas como a nossas democracias

Por Rosemary Bechler
Formidáveis iniciativas feministas estão a crescer das grassroots do DiEM25. É bonito de ver a formação de grupos e discussões em áreas chave de emancipação dentro do nosso movimento, sejam estes em grupos online, como as Coletivas Espontâneas (DSCs) Temáticas do DiEM25 sobre o Género, ou os espaços no nosso fórum, onde assuntos de igualdade de género estão a brotar, grata a todos os membros que se demonstraram interessados. O fim de 2018 e o começo de 2019, viu o lançamento de dois grupos de Mulheres:

  • O grupo de Mulheres de Berlim – Um espaço inspirador e seguro para os ativistas FLTI do DiEM25. Assegurando encontros de duas em duas semanas, elas fazem o intercâmbio de desafios e experiências e discutem novas maneiras de aumentar a sua presença e participação, assim como a consciência geral de assuntos feministas dentro do DiEM25.
  • O grupo de Mulheres de Tessalônica – A Solidariedade das Mulheres no DiEM25 encontra-se uma vez por semana, com mulheres de todas as idades e origens, para discursar sobre assuntos da sociedade e igualdade. Recentemente, elas focaram as suas acções num evento sobre a violência contra as mulheres, cujo o lema é que o único caminho para a frente é juntas e em solidariedade.

Seguindo a Academia do DiEM25 em Colônia, nasceu a ideia de ter um grupo sobre a adversidade, aberto a todos os interessados, que esperançosamente florescerá em breve.
Em conversa com os membros, as mulheres mencionam frequentemente o facto de não existirem tais grupos nas suas cidades ou nos seus países e que seria positivo se estes existissem. É óbvio, que estas iniciativas são essenciais para um movimento inclusivo e diverso.
Em toda a parte, onde os membros as queiram, nós devemos vê-las tornadas realidade, uma vez que a voz das mulheres é um componente fundamental na defesa da diversidade e democracia. Este é um ponto bem demonstrado pela ativista da FEMEN, oriunda Ucrânia e que vive em exílio em Paris, Inna Shevchenko.
Ela aponta para a Europa de hoje, os populistas de direita são “um dos principais obstáculos para o progresso dos direitos das mulheres… eles jogam muito com as emoções, os medos e as inseguranças das pessoas e manipulam a sociedade dessa forma, visando dividir-nos e usando políticas de identidade, para nos reduzir a somente uma identidade, um adjectivo. E depois, afirmam representar-nos, mas não, nós temos múltiplas identidades e como tal, temos múltiplas respostas.”
Ela diz-nos a nós mulheres, “Temos que demonstrar solidariedade, uma para com a outra, e temos que continuar a fazer ouvir as nossas próprias vozes. Porque o que os populistas realmente temem, é o pluralismo. E as vozes femininas, quando se juntam ao debate público, empurram necessariamente para mais pluralismo.”
No dia internacional da Mulher, deixem-nos não só reivindicar as ruas como a nossas democracias… E defender o direito de todas as vozes dissidentes que apelam por uma mudança radical progressiva. Deixe-nos elevar as nossas vozes, em apoio aos candidatos da Primavera Europeia, que estam a lutar contra as repercusões da direita, contra a desigualdade salarial, luta qual está deveras atrasada, para reforçar os direitos LGBTTQIA+ e para uma melhor compreensão da misoginia sistémica por detrás da violência de género – com o intuito de pôr fim a estas… em nome de todas nós.
Carpe DiEM,
Gianna Merki and Rosemary Bechler, Coletiva Coordenadora do DiEM25

Do you want to be informed of DiEM25's actions? Sign up here

Somos pela democracia… até ela estar ao nosso alcance

O Parlamento Português como um sintoma da falta de democracia na Europa. No mês passado, de modo pouco noticiado, a Assembleia da República ...

Ler mais

Debate público do DiEM25 em Portugal: “A esquerda progressista faz falta à Europa?”

No passado dia 2 de Julho organizámos o nosso primeiro debate aberto ao público com o título “A esquerda progressista faz falta à Europa?”. ...

Ler mais

A Grécia e a UE deixaram para trás mais de 27 mil pessoas no Mar Egeu

Um estudo revela um número alarmante de casos em que a Guarda Costeira Grega e a FRONTEX ordenaram a migrantes que encontrassem o seu próprio ...

Ler mais

Junta-te ao DiEM25 na Marcha Azul pelo Clima!

A Marcha Azul pelo Clima, organizada pela plataforma Salvar o Clima, será já na próxima quarta-feira, dia 29 de junho às 18:00. Começaremos na ...

Ler mais