A criação da ala eleitoral grega do DiEM25

ΜέΡΑ25 (MeRA25)*

ΜΕΤΩΠΟ ΕΥΡΩΠΑΪΚΗΣ ΡΕΑΛΙΣΤΙΚΗΣ ΑΝΥΠΑΚΟΗΣ** | DiEM25

Frente Europeia de Desobediência realista | DiEM25

Ευρωπαϊκός Διεθνισμός – Οικονομικός Ορθολογισμός – Κοινωνική Απελευθέρωση

 
More about the name  –  Results of member vote approving this party

A 26 de março, os Desobedientes do DiEM25 (propomos que desobediência venha a ter um papel central na identidade do novo partido: os seus membros referir-se-ão a si mesmos como os desobedientes e as organizações locais como Coletivos Desobedientes) vão reunir-se em Atenas para lançar o nosso novo partido, o MeRA25.

Estamos a formar a Frente Europeia de Desobediência Realista porque nos recusamos a sucumbir às exigências da troika e da oligarquia, porque rejeitamos a ideia propagandística de que «não há alternativa nesta Europa», e porque estamos convencidos de que a obediência conduz (com precisão matemática) à desertificação da Grécia e à desagregação da Europa.

Passados oito anos da transformação da Grécia numa colónia da dívida, e dos gregos em escravos da dívida, a desobediência construtiva e responsável é a única forma responsável de pôr fim à deflação grega e à desagregação da Europa — a única que podemos respeitar racionalmente, que representa um patriotismo autêntico, um europeísmo radical e, como é evidente, a tão desrespeitada Constituição da República Helénica.

Ao longo dos últimos dois anos, o DiEM25 conseguiu preservar o espírito da primavera de 2015 em toda a Europa. Agora que estamos a apresentar o nosso programa a todos os europeus, achamos que chegou o momento de fundar o partido grego do DiEM25, um partido que faça regressar o espírito da primavera grega ao país em que ela nasceu.

Assim, a 26 de março, os desobedientes do MeRA vão celebrar em Atenas a fundação da frente, que representará:

• O internacionalismo europeu (não vamos limitar-nos a «manter-nos na Europa» — somos nós o futuro da Europa democrática);

• A racionalidade europeia (que a troika e as oligarquias nacionais europeias procuram denegrir há vários anos);

• A emancipação social (da demeritocracia, da indignidade, do medo, de uma guerra de classes implacável, da austeridade, do nacionalismo e da oligarquia).

A 26 de março estaremos em Atenas para nos constituirmos como partido político, de forma a podermos participar nas eleições europeias, nacionais e locais — mas também como parte indivisível do movimento transnacional europeísta radical DiEM25.

Carpe DiEM25! Carpe MéRA25!


 
 
 
 
 
 
 

Do you want to be informed of DiEM25's actions? Sign up here

Somos pela democracia… até ela estar ao nosso alcance

O Parlamento Português como um sintoma da falta de democracia na Europa. No mês passado, de modo pouco noticiado, a Assembleia da República ...

Ler mais

Debate público do DiEM25 em Portugal: “A esquerda progressista faz falta à Europa?”

No passado dia 2 de Julho organizámos o nosso primeiro debate aberto ao público com o título “A esquerda progressista faz falta à Europa?”. ...

Ler mais

A Grécia e a UE deixaram para trás mais de 27 mil pessoas no Mar Egeu

Um estudo revela um número alarmante de casos em que a Guarda Costeira Grega e a FRONTEX ordenaram a migrantes que encontrassem o seu próprio ...

Ler mais

Junta-te ao DiEM25 na Marcha Azul pelo Clima!

A Marcha Azul pelo Clima, organizada pela plataforma Salvar o Clima, será já na próxima quarta-feira, dia 29 de junho às 18:00. Começaremos na ...

Ler mais