Aliança transnacional da Primavera Europeia revela o programa político e o lançamento da campanha à frente das eleições para o Parlamento Europeu

Este fim de semana em Berlim, o Conselho da Primavera Europeia (a aliança política transnacional, criado conjuntamente pela MeRA25 da Grécia, Democracia Em Movimento da Alemanha, ‘Geração-S’ da França, ‘Tempo’ da Polónia, ‘LIVRE’ de Portugal, ‘Alternativa’ da Dinamarca, ‘Atos’ da Espanha e muitos outros) apresentará o projeto final do seu programa político comum na execução das eleições para o Parlamento Europeu no próximo mês de maio.
Com base num único manifesto que oferece a todos os europeus um ‘Green New Deal’ comum – e um caminho rumo a uma União Europeia democrática – o programa da Primavera Europeia parte da convicção de que a solução para as crises das nossas regiões e dos países deve ser Europeia. Assim, a aliança da Primavera Europeia procura ativar uma estratégia Pan-Europeia, nacional e municipal combinada para combater as crises comuns da União: desde as alterações climáticas às migrações e aos refugiados, da evasão fiscal à dívida privada e pública.
O projeto final do novo acordo para a Europa, o programa comum da coligação, será aprovado durante a reunião do Conselho da Primavera Europeia na sexta-feira, 25 de janeiro.
Uma série de painéis de discussões públicas sobre “a UE em crise, o que vem a seguir?” vai ter lugar na quinta-feira, 24 de janeiro em Alte Börse Marzahn, Zur Alten Börse 59, 12681 Berlim.
The following European Spring representatives will participate in the panel discussions:

  •     Agnieszka Dziemianowicz-Bąk,   líder do partido polaco Tempo
  •     Baltasar Garzón, fundador  do partido espanhol Atos
  •     Daniela Platsch,  diretor do partido austríaco Der Wandel, candidato ao MEP Democracia Na Europa
  •     David Adler, membro da coordenação coletiva de DiEM25 e coordenador do Movimento Internacional Progressista
  •     Frank Kretschmer,  membro do conselho do partido alemão Democracia Em Movimento
  •     Isabelle Thomas, membro do Parlamento Europeu pelo partido francês Geração-S
  •     Lorenzo Marsili, membro da coordenação coletiva de DiEM25 e co-presidente da Primavera Europeia
  •     Rasmus Nordqvist, membro do Parlamento dinamarquês pelo partido Alternativet
  •     Rui Tavares, ex-MEP, fundador do partido português  LIVRE
  • Yanis VaroufakisCo-fundador de DiEM25, candidato líder do MEP Democracia na Europa na Alemanha, para a Primavera Europeia e o líder do partido grego MeRA25.

(Clique aqui para a programação completa).
A inauguração do programa da Primavera Europeia marca o lançamento da sua campanha pan-europeia. Em Maio próximo, os partidos membros da Primavera Europeia visam a tornar-se a alternativa credível, coerente e radical no Parlamento Europeu.
Antes das discussões no painel, os jornalistas são convidados a participar numa mesa redonda com os membros do Conselho da Primavera Europeia às 7h no mesmo local (Alte Börse).
Sobre a Primavera Europeia
Primavera Europeia é a primeira lista eleitoral transnacional da Europa. lançado por DiEM25 em Nápoles, em 10 de março de 2018, é uma ampla, democrática, radical lista única transnacional europeísta, com base em um único manifesto (Novo Acordo para a Europa) que oferece a todos os europeus uma agenda comum, verde e progressiva – e um caminho rumo a uma União Europeia democrática. O esforço eleitoral transnacional compreende movimentos políticos, intelectuais e ativistas de base de todos os cantos da Europa, incluindo a ‘Geração-S’ da França, ‘Tempo’ da Polônia, ‘LIVRE’ de Portugal, “Alternativa’ da Dinamarca, ‘Atos’ da Espanha e muitos outros.
Contactos Comunicação Social

Demokratie in Europa – DiEM25 (Gabinete de Imprensa Alemão)
Claudia Trapp | +49 176 43294733 | claudia.trapp@deineuropa.jetzt
Comunicação DiEM25
Luis Martín | +34 670 48 48 51 | luis.martin@diem25.org

Do you want to be informed of DiEM25's actions? Sign up here