Merkel and Schulz

A Alemanha tem finalmente um governo: e agora?

Seis meses depois do drama político na Alemanha e a Europa à espera pacientemente para ser governada, os membros do Partido Social-Democrata da Alemanha (SPD) decidiram juntar-se ao governo da chanceler Merkel. Ficamos com um sabor amargo, exatamente um ano depois de Martin Schulz ter sido escolhido para liderar o SPD. Olhando para trás, os planos “progressivos” de Schulz foram todos posto de parte.
Se estudarmos os membros do novo governo sentimos que o novo governo irá seguir a mesma trajetória política: políticas neoliberais, austeridade, controlo orçamental rígido, burocracia – tudo sob o pretexto de maior “integração Europeia”. Um equilíbrio frágil no Bundestag poderia significar maior compromisso e menos mudanças progressivas. Isto somado à “paciente” abordagem incrementalista às alterações climáticas, à crescente desigualdade e ao aumento da militarização. Claramente, é preciso muito mais!
Nós, os membros do DiEM25, estamos contra esta burocracia e contra o dogma neoliberal de “Não há outra Alternativa” e definimos a integração Europeia como uma Integração Democrática. Estamos a lançar uma agenda de políticas progressivas pan-Europeia e listas eleitorais como resposta ao crescimento da extrema-direita e da xenofobia, asssim como resposta ao acelerado processo de desintegração da União Europeia. Nós queremos ficar unidos e lutar contra a ganância do capitalismo e burocracia. Junta-te a nós e vamos construir juntos o futuro que merecemos!
 
Aris  é  membro e voluntário do movimento DiEM25.
 

Do you want to be informed of DiEM25's actions? Sign up here