Interesses privados podem vir a destruir parte da beleza natural de Portugal – vamos impedi-los!

As falésias da Ponta da Piedade no Algarve, em Portugal, são uma das atrações naturais mais conhecidas da região. Não são apenas um ícone local, como também são um património único, visitado por milhares de pessoas todos os anos.

Contudo, uma grande parte desta zona foi agora vedada por interesses privados, que nela procuram construir. Isto iria destruir a beleza da Ponta da Piedade e bloquear o acesso ao público.

Sou um residente local que cresceu nesta zona, autor, ativista e membro do DiEM25. Desde jovem que conheço estas falésias e tenho uma forte ligação pessoal a elas. Acredito que as falésias devem ser preservadas e que devem permanecer acessíveis ao público, para que gerações futuras também possam desfrutar delas em pleno.

Por isso, estou a reunir um grupo de cidadãos locais para salvar esta área através de uma campanha.

O problema

Foto: Área vedada que invade terrenos públicos em redor das falésias.

O município já começou a elaborar planos para esta área, e grande parte das falésias foram recentemente vedadas por interesses privados. Um deles é uma grande empresa de construção, que está a anunciar o terreno para venda com possíveis licenças de construção.

As vedações chegam junto às falésias, invadindo ilegalmente terrenos do domínio público, e impedindo os residentes ou visitantes de desfrutarem plenamente da área circundante.

As nossas propostas

Queremos interromper quaisquer planos de construção ou desenvolvimento que o município possa já ter iniciado ou que se encontrem em fase de planeamento, e estabelecer um diálogo entre o município e a comunidade local para discutir qual a melhor forma de preservar esta área natural única.

Assim, iremos enviar uma carta aberta ao município, solicitando:

  1. O acesso seguro às falésias e remoção de vedações
  2. A retirada de quaisquer planos de construção atuais para as falésias, ou licenças de construção
  3. Uma consulta pública para que a comunidade possa decidir em conjunto com o município o que deve suceder nesta área. A comunidade deve ter o direito de votar em diferentes propostas de projetos sobre a melhor forma de utilizar ou desenvolver a área

Pedimos a quem estiver interessado, que se junte a nós assinando a carta.

Se não moldarmos o mundo com o interesse público em mente, este será moldado por outros interesses, que normalmente não têm como prioridade o benefício da comunidade.

Precisamos do teu apoio! Para ajudar a salvar Ponta da Piedade em benefício da comunidade, preservar a natureza e dar aos cidadãos uma palavra a dizer sobre o que acontece na sua área!

Esta campanha faz parte do projeto Acelerador de Campanhas do DiEM25

Os membros do DiEM25 encontram-se atualmente a discutir possíveis ações para abordar a questão referida neste artigo. Se quiseres estar envolvido/a, ou se tiveres conhecimentos, aptidões ou ideias para contribuir, contacta-nos!

Fonte foto 1: Foto de Nadia Sales Grade.

Fonte foto 2: MetropolitanSpin.

Do you want to be informed of DiEM25's actions? Sign up here