DiEM25 tem um plano para a paz na Ucrânia

Membros aprovam a nossa proposta de cinco pontos que visa uma resolução pacífica da guerra

Enquanto a guerra na Ucrânia continua, não temos estado apenas nas ruas a exigir o fim deste derrame de sangue.

No espírito da democracia, e das políticas realistas – mas também radicais – que guiam o DiEM25, perguntámos aos nossos membros: qual deve ser a nossa proposta para a paz na Ucrânia?

Agora, depois de muita discussão interna e de uma votação de todos os membros, temos uma resposta. O nosso plano de paz com cinco pontos exige:

  • Um cessar-fogo imediato, seguido de uma retirada célere das tropas russas de acordo com as linhas fronteiriças de 24-Fev-2022.
  • A criação de uma zona totalmente desmilitarizada, que se estenda por 200km de cada lado das linhas fronteiriças de 24-Fev-2022, a ser monitorizada por meios acordados conjuntamente.
  • Um protocolo de não-agressão mútua, baseado no reconhecimento de que a Ucrânia é um país soberano e militarmente neutro, que não permite armas nucleares no seu território.
  • Uma estrutura de governação para as áreas do leste e sul da Ucrânia com base no Acordo de Belfast na Irlanda do Norte, para garantir a igualdade política entre as comunidades de língua russa e ucraniana.
  • Todas as partes concordam em remeter as disputas pendentes pré-existentes à invasão de 24-Fev-2022 a negociações mediadas pela ONU.

Agora vem a parte difícil: a construção de um movimento e a organização da sociedade civil por toda a Europa, para tornar esta paz numa realidade.

Esta posição mantém-se alinhada com a posição que o DiEM25 tem tido desde o início deste conflito, e é fundamentada por um imutável sentimento anti-guerra.

Para tornar este Tratado de Paz possível e credível a longo prazo, o DiEM25-MERA25 propõe que este seja debatido e concluído numa Cimeira Internacional, sob os auspícios da ONU, envolvendo como co-promotores e co-signatários – para além da Rússia e da Ucrânia – os EUA, a UE e a China. Uma vez concluído, todas as sanções ocidentais contra Rússia devem ser levantadas.

O DiEM25 nunca se demoveu de encarar esta situação complicada sem receios. Em Maio voltamos a afirmar o nosso empenho em encontrar soluções construtivas para pôr fim a esta terrível guerra.

A Declaração de Atenas

A Declaração de Atenas de Maio de 2022, que foi assinada por Jeremy Corbyn, Ece Temelkuran e Yanis Varoufakis em nome da Progressiva Internacional, do DiEM25, e do MeRA25, apela aos democratas de todo o mundo a unirem forças em torno de um Novo Movimento Não-Alinhado.

A declaração reafirma a nossa posição de que nações não-alinhadas, democráticas e soberanas a trabalhar em conjunto são a chave para a paz duradoura e para um mundo capaz de prevenir a catástrofe climática e de legar à próxima geração uma hipótese decente de criar as condições para uma prosperidade globalmente partilhada.

 

Do you want to be informed of DiEM25's actions? Sign up here

DiEM25 tem um plano para a paz na Ucrânia

Membros aprovam a nossa proposta de cinco pontos que visa uma resolução pacífica da guerra Enquanto a guerra na Ucrânia continua, não temos ...

Read more

It’s time to open the black boxes

Fundado sobre o princípio de “pensar global – agir local”, IT’S TIME TO OPEN THE BLACK BOXES! é um projeto de arte participativa fundado pela ...

Read more

Ruína sem esperança? Montenegro sob o jugo do nacionalismo e da corrupção

Montenegro, como tantos outros países, substituiu neoliberais corruptos por populistas de extrema direita aliados à Igreja

Read more

Nós parasitas revolucionários

Caro comentador do Semanário Expresso, É com grande estupefação que nós, membros de um movimento de esquerda, radical e progressista, nos ...

Read more